Margareth do Joelson é prefeita de Italva . Foto: Reprodução Facebook
Fotografou? Fez um vídeo? Mande para o WhatsApp do
DIÁRIODONOROESTE: (22) 99811-5345

Uma decisão do Ministro do TSE Admar Gonzaga, em favor de Margareth Soares, foi proferida no início da noite desta quarta-feira (19/12). A liminar determina o retorno da prefeita eleita em 2016 e seu vice Bruninho aos cargos. Eles ficaram 12 dias afastados após uma decisão desfavorável em segunda instância.

“Defiro o pedido de tutela de urgência pleiteado por Margareth de Souza Rodrigues Soares, a fim de atribuir efeito suspensivo ao recurso especial por ela interposto nos autos do Recurso Eleitoral 609-52, determinando, em consequência, a recondução da autora e do vice-prefeito do Município de Italva/RJ, Bruno Silva de Souza, aos cargos para os quais foram eleitos nas Eleições de 2016. Comunique-se imediatamente ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro”, diz a decisão.

Em seu Facebook oficial, Margareth falou da decisão.

“Gostaria de agradecer a todos que oraram por nossa cidade e por nós. A luta é grande e não podemos desistir facilmente por aquilo que acreditamos. No início da noite de hoje conseguimos mais uma vitória contra esse processo covarde. Uma decisão do Ministro do TSE Admar Gonzaga em Brasília nos dá a condição de voltarmos ao cargo em que estávamos. Sinto por todo constrangimento imposto à população, mas vencemos as eleições em 2016 na urna de forma limpa. Queremos administrar essa cidade até 2020 e assim o faremos. Não podemos aceitar que o município volte ao caos que conseguimos superar nesses dois anos. Italva não pode parar. Vamos juntos trabalharmos por Dias Melhores sempre”, escreveu.