Foto: Renato Dias
Fotografou? Fez um vídeo? Mande para o WhatsApp do
DIÁRIODONOROESTE: (22) 99811-5345

A Prefeitura de Italva, através da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu em parceria com o Ministério da Saúde, o curso Itinerários do Saber, que forma e capacita profissionais em saúde mental com ênfase em crack, álcool e outras drogas. O objetivo é melhorar a atenção ao usuário e seus familiares, por meio da formação e qualificação dos profissionais da Rede de Atenção Básica à Saúde.

O curso, que terminou nesta terça-feira (10/04), foi promovido no Auditório do Ministério Público em Italva e teve uma carga horária de 60 horas, entre aulas teóricas e práticas, com observações de campo e foi ministrado pela Tutora/Psicóloga Crislane Mallet, enviada pelo Ministério da Saúde. Ao todo foram capacitados mais de 40 profissionais como agentes comunitários de saúde, auxiliares e técnicos em enfermagem pertencentes às equipes das estratégias de saúde da família do município, além dos profissionais do CAPS da cidade.

Esta abordagem de formação em Saúde Mental inova pelo dinamismo e mudança de modelos. O projeto trabalha com a quebra da lógica do “especialismo” no cuidado em saúde mental, propondo a convergência da atenção envolvendo diversas áreas e setores e ainda a ampliação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) em seus propósitos, já que os profissionais da Atenção Básica passam a dispor de ferramentas para o acolhimento dos usuários e se tornam multiplicadores dessa linha de cuidado. Além disto, o curso qualifica o olhar e a escuta para dar visibilidade à questão das drogas, respeitando as especificidades do território de saúde. Este acolhimento e cuidado ao usuário de forma integral pressupõe um novo olhar sem preconceitos e sem exclusões.

Para o Secretário Municipal de Saúde, Arthur Amaral, este curso é fundamental para capacitar a rede de atenção básica na estruturação da política de atenção aos dependentes químicos. “Ele faz parte da nossa política de educação e capacitação permanente dos servidores. Fizemos o cadastramento do projeto junto ao Ministério da Saúde, para que fosse trazida esta formação para nossos profissionais que receberam informações sobre os melhores procedimentos e práticas para o atendimento aos usuários de drogas, buscando sempre a redução de danos”, disse.

O Projeto Itinerários do Saber tem como objetivo promover o desenvolvimento de estratégias para a qualificação dos profissionais de saúde de nível médio/técnico, visando o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Para isso, as Escolas Técnicas do SUS (ETSUS) ofertam cursos com o apoio gerencial do projeto de acordo com as demandas de cada uma das cinco regiões do país. Esta iniciativa é do Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES) da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), que atua em conjunto com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/FIOCRUZ) e com a Rede de Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (RETSUS).


Fonte: Decom/PMI – Fotos: Renato Dias