Fotografou? Fez um vídeo? Mande para o WhatsApp do
DIÁRIODONOROESTE: (22) 99811-5345

O Mi Box Mini é a aposta da Xiaomi para desbancar o favoritismo do Chromecast e da Apple TV. O dispositivo da empresa chinesa traz alguns diferenciais para conquistar os usuários, como armazenamento interno e controle remoto, recursos encontrados em poucos media centers.

Esse tipo de aparelho ganhou popularidade principalmente por causa do dongle do Google. Os dispositivos prometem transformar TVs comuns em modelos smart, permitindo conexão a Internet e acesso a aplicativos e jogos. Se está pensando em investir no gadget da Xiaomi, veja tudo que você precisa saber sobre o Mi Box Mini e confira se vale a pena importá-lo.

Design
Imagine um carregador de smartphone. Este é o design da Mi Box Mini. E isso é uma das principais críticas ao dispositivo da Xiaomi. Ao contrário de seus concorrentes, que para funcionar é preciso apenas plugar o USB e o HDMI na TV, o gadget precisa de uma tomada.

Ou seja, quem não tem uma tomada próxima ao televisor, uma extensão ou um cabo HDMI com tamanho suficiente, vai encontrar dificuldade para conectar o aparelho.

Especificações
A Mi Box Mini traz uma configuração que a coloca em pé de igualdade junto aos seus concorrentes diretos. O modelo traz processador de quatro núcleos MediaTek MT8685, GPU Mali 450 e 1 GB de RAM, além de conexão AC dual band, podendo trabalhar tanto em 2.4 GHz, quanto em 5 GHz.

O diferencial do aparelho da Xiaomi está no armazenamento interno, visto apenas em media centers mais robustos, como a Apple TV. O dongle consegue guardar até 4 GB de dados, o que pode ser pouco para filmes, mas ajuda a salvar games para quando estiver offline.

O dispositivo tem suporte a Bluetooth 4.0, que permite a conexão de joysticks, fones de ouvido e caixas de som. Aliás, a Mi Box Mini vem com um controle remoto exclusivo, um ponto a frente do Chromecast, já que pode ser usada sem um smartphone ou computador conectado.

Em relação a qualidade de vídeo, a Mi Box Mini reproduz imagens em até 1080p a 30 frames por segundo. O dispositivo também roda filmes nas extensões mais comuns, como .FLV, .MKV e .AVI, além de oferecer suporte aos codecs H.263 , H.264 e H.265.

Software
Aqui está talvez o grande ponto negativo da Mi Box Mini. Isso porque a set-top box não traz algumas funções importantes vistas no Chromecast, como a possibilidade de reproduzir o conteúdo de aplicativos, como o YouTube, na TV. Para ter essa função, é necessário baixar apps de terceiros.

O modelo roda uma versão customizada do Android 4.4.2 chamada de MIUI TV. A má notícia é que não há nenhum conteúdo em português. O idioma padrão é o mandarim. É possível mudar o idioma dos menus para inglês, mas o conteúdo em geral é na língua chinesa.

Preço e disponibilidade
A Mi Box Mini já possui venda internacional, mas ainda não chegou oficialmente no Brasil. O preço gira em torno de US$ 60, cerca de R$ 210 em conversão direta, sem o custo de frete e os impostos de importação.