A Polícia prendeu nesta segunda-feira (13), Moisés Alves de Matos, de 44 anos, suspeito de estuprar três crianças na cidade de Miracema, no Noroeste Fluminense. Ele estava foragido desde o dia 9 de agosto e foi encontrado em Diamantina, em Minas Gerais.

As investigações começaram após uma vítima ter filmado o ato sexual e publicado em redes sociais. Moisés, que é tesoureiro da Câmara de Miracema, conseguiu apagar a publicação mas outras pessoas já tinham feito o download das imagens e entregaram à Polícia.

De acordo com as investigações, em troca do ato sexual, Moisés ofereceu dinheiro para uma menina de 11 anos e um menino de 8 anos. Após o início da apuração, uma terceira vítima, de 12 anos, também foi identificada.

De acordo com a Polícia, a mãe da vítima de 12 anos exibia a filha na webcam em chamadas de vídeo para Moisés.

Contra Moisés Alves, foram expedidos dois mandados de prisão, sendo uma Temporária, pelo crime de: Estupro de Vulnerável (Art. 217-a – Cp), e uma Preventiva pelo crime de: Estupro de Vulnerável (Art. 217-a – Cp); Violência Doméstica Contra a Mulher (Art. 7º, Lei 11340/06); Satisfação de Lascívia Mediante Presença de Criança Ou Adolescente (Art. 218-a, Cp), respectivamente pela 2ª Vara Criminal de Miracema e Juizado Especial Adjunto Criminal Comarca de Miracema.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here