A Prefeitura de Itaperuna, através da Secretaria Municipal de Saúde, via setor de Vigilância Ambiental em Saúde, vem realizando uma série de ações no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika.

Recentemente os trabalhos foram intensificados no Bairro Vinhosa, em Comendador Venâncio, além de outros bairros e distritos. Telamento de caixas d´água, trabalho de orientação e conscientização, e outras ações foram desenvolvidas pelas equipes de trabalho.

 Segundo Adriano Rodrigues de Azevedo, coordenador da Vigilância Ambiental em Saúde, as equipes vem se empenhando ao máximo no trabalho, no entanto, é preciso que a população tenha consciência de cuidar do próprio lixo.

“Temos trabalhado cotidianamente nos bairros e distritos, nessa batalha contra o mosquito. Mas, precisamos que a população se conscientize de cuidar do próprio lixo, mantendo os quintais sempre limpos, descartando os objetos que podem se tornar depósito de água. Combater o mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika é um compromisso de toda a população. Nós precisamos que cada um faça a sua parte, juntos somos mais fortes”, reforça o coordenador.

Vale lembrar que para controlar a proliferação do mosquito, a orientação é manter os quintais sempre limpos, eliminando ou guardando longe da chuva, todo objeto que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas, copos descartáveis e até cascas de ovos. Além disso, o lixo doméstico deve ser acondicionado em sacos plásticos e descartado adequadamente, em depósitos fechados.

Para outras informações, solicitação de atendimento específico, dentre outras questões relacionadas ao setor, dirija-se à Vigilância Ambiental em Saúde (Casa Verde), situada na Rua Júlio César, 99, Centro (em cima da Farmacinha do SUS).

O e-mail do setor – cvasitaperuna@gmail.com – é outra forma de contato.

Você ainda pode se dirigir à UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de sua residência e relatar algum problema ao Agente Comunitário de Saúde (ACS), que ele passará a informação à Coordenação da Vigilância Ambiental em Saúde.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here