Helicóptero é usado em operação para combater incêndio que destrói Área de Proteção em São Fidélis

0
21

Uma operação foi montada para combater um incêndio criminoso que está destruindo uma grande área da APA (Área de Proteção Ambiental Municipal) do Rio do Colégio, que fica na Zona de Amortecimento do Parque Estadual do Desengano, em São Fidélis. Um posto de comando foi montado na Fazenda São Benedito para dar suporte à operação. Segundo informações do Comando de Bombeiros de Área (CBAIV), responsável por todo o Norte e Noroeste Fluminense, cerca de 20 militares do Corpo de Bombeiros (de Campos e São Fidélis estão atuando no combate às chamas, em local de difícil acesso, é feito apenas pelo helicóptero da corporação que chegou na manhã desta terça-feira (10) ao município. A operação é acompanhada pelo comandante do CBAIV, coronel Leonardo Couri.

Além do Corpo de Bombeiros, a operação conta com equipes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental e da Defesa Civil de São Fidélis, e também com Guardas-Parque do Parque Estadual do Desengano. Funcionários da fazenda também ajudam no combate ao incêndio. O helicóptero do Corpo de Bombeiros está usando um açude da fazenda para captar água para combater o fogo. O açude está sendo abastecido por um caminhão do Corpo de Bombeiros e um cedido pela Prefeitura. Outra base foi montada no Estádio Sebastião de Almeida e Silva, o “Só-Só”, para abastecimento da aeronave. Um caminhão com combustível e um de combate a incêndio foram posicionados no estádio.

Ainda não se sabe como o incêndio começou e nem quem o provocou. Segundo informações de testemunhas, o incêndio já dura aproximadamente dez dias. Os primeiros focos teriam começado na região da Cachoeira do Oriente, e as chamas atravessaram a serra indo em direção ao São Benedito.  Os trabalhos de combate no São Benedito começaram na sexta. Nesta segunda-feira (09), equipes do Destacamento do Corpo de Bombeiros de São Fidélis foram ao local, mas a maior parte do incêndio está em uma área de difícil acesso. O Corpo de Bombeiros ainda não calculou o tamanho da área já destruída pelas chamas.  

SF Notícias