Seappa e Emater-Rio prestigiam Circuito de Negócios Agro, no Rio

Projeto vai atender produtores rurais do estado

0
36

O secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Estado do Rio, Eduardo Lopes, participou do primeiro Circuito de Negócios Agro no estado, realizado pelo Banco do Brasil com apoio da Seappa, Emater-Rio e a Prefeitura de Itaperuna. 

A ideia é levar aos produtores e cooperativados de agropecuária da região informações e liberação de linhas de crédito e implementos agrícolas que ajudem na melhoria da qualidade do que é produzido, e durante todo o dia a carreta móvel atendeu a centenas de pessoas. 

Para o secretário Eduardo Lopes, a iniciativa é importante porque aproxima o homem do campo de facilidades que trarão mais produtividade e melhoria na economia, que está estagnada há muitos anos, segundo os produtores locais. 

“Eu parabenizo a importante iniciativa do Banco do Brasil com o Circuito de Negócios Agro, o primeiro realizado no estado, começando em Itaperuna, no Noroeste do estado, forte no setor agropecuário. Quem ganha são os produtores rurais, os verdadeiros heróis, porque lutam para produzir nestas nossas terras mesmo diante de muitas dificuldades. Podem todos contar com o apoio da Seappa, da Emater-Rio e do nosso governador Witzel para, juntos, com muito trabalho, ajudar o Rio de Janeiro voltar a crescer”, disse.

Para a diretora administrativa da Emater-Rio, Karla Alverca, ser correspondente bancário (Coban) significa aumentar o “mix” de produtos oferecidos aos agricultores e produtores do estado. “A missão da Emater é prestar assistências técnicas com projetos, através do nosso corpo técnico e expandir a produção além de facilitar técnica e financeiramente para o fomento como uma mola propulsora de impacto positivo à economia. Com toda a dificuldade que o estado vem enfrentando, conseguimos, até o exercício de maio, atender com nossa prestação de serviço de forma abrangente, aproximadamente 16.000 famílias de agricultores familiares. Esperamos ampliar,  através desta cooperação, mais famílias a serem beneficiadas com este incentivo de crédito. O produtor rural não precisará ir até uma agência bancária, enfrentar filas para ter o crédito aprovado, poderá se dirigir a um escritório da Emater, e estaremos dando todo apoio e enquadrando dentro dos critérios para tal. Também estamos certificando nossos técnicos para isso”, explicou Alverca.

De acordo com o gerente geral regional do BB, Marcos Nunes, espera-se investir no estado com o Circuito de Negócios, cerca de R$ 300 milhões neste ano-safra 2019-2020. 

“A nossa região do Noroeste, em particular em Itaperuna, está muito esquecida por falta de políticas públicas eficientes. E com a aproximação do Banco do Brasil direto com os produtores esperamos resultados positivos e prósperos para a revitalização do nosso agronegócio”, afirmou o prefeito Paulo Rogério Boechat.

“A gente tem esperança de que estas iniciativas nos ajudem a recuperar nossas perdas de muitos anos”, desabafou o produtor de leite, Moacyr Serídio.