Uma mulher foi amarrada, amordaçada e estuprada dentro da própria casa, às margens da BR 101, na localidade de Travessão, em Campos. A situação aconteceu na noite dessa quarta-feira (12) e a Polícia Militar conseguiu encontrar e prender o homem, que não possuía nenhum tipo de relacionamento com a vítima, mas, ainda segundo a PM, teve um desentendimento com ela no dia anterior. Nada da casa foi levado.

A PM ressaltou, ainda, que a residência da vítima estava fechada, mas com uma janela quebrada e a outra arrombada. No local, agentes souberam da existência de vídeos em grupos de Whatsapp, onde aparece a vítima amordaçada e com os braços amarrados para trás. A vítima informou aos militares que teve um desentendimento no dia anterior com o homem, afirmou que eles não tem um relacionamento e que, após invadir a casa e amarrá-la, ele chegou a jogá-la na cama, passando a mão em suas partes íntimas. 

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), Juliana Buchas, o homem ainda tentou tirar a roupa dela, mas ela se debateu e conseguiu se desvencilhar dele e ele foi embora, deixando-a amarrada. Depois da saída dele, a vítima conseguiu fazer uma ligação pedindo socorro. 

Após patrulhamento e pesquisas pela Permanência do serviço reservado do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foi possível chegar no endereço do homem que, ao ser indagado, negou o ocorrido. Ele foi encaminhado para a Deam, onde permaneceu preso. O caso segue sendo investigado. (I.S.)

Fonte: Folha 1

Deixe uma resposta