O painel do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden-RJ), que surgiu da necessidade de um monitoramento mais efetivo e abrangente, de forma a atender igualitariamente todos os 92 municípios do Estado quanto aos eventos de desastres naturais, alerta para risco MUITO ALTO de incêndios florestais em todas as regiões do Estado do Rio de Janeiro.

O Plano de Contingência apresentado na ocasião estabelece os protocolos e procedimentos a serem adotados pelos órgãos envolvidos, direta ou indiretamente, na resposta às ocorrências causadas por estiagem e incêndios florestais, a fim de reduzir os danos e prejuízos e restabelecer a normalidade no menor prazo possível, e foi desenvolvido por meio da análise de dados estatísticos, avaliações técnicas e mapeamento de risco nas áreas identificadas com maior probabilidade de ocorrências em consequência de estiagem e incêndios florestais.

Diante do cenário atual de risco muito alto para incêndios florestais, a Defesa Civil de cada município deve reforçar algumas orientações para a população, de modo a minimizar a possibilidade desse tipo de ocorrência:

  • Evite queimadas: nunca provoque queimadas para eliminar lixo ou limpar terrenos. Busque alternativas mais seguras e sustentáveis para a eliminação de resíduos.
  • Não jogue pontas de cigarro em áreas naturais: descarte adequadamente as pontas de cigarro em lixeiras apropriadas. Um simples cigarro pode ser suficiente para iniciar um incêndio em áreas secas.
  • Não faça fogueiras em locais não autorizados: caso esteja acampando ou em áreas de lazer onde a fogueira seja permitida, sempre faça em locais autorizados e tome cuidado para apagá-las completamente após o uso.
  • Denuncie ações suspeitas: se você notar alguém realizando queimadas ilegais ou de forma irresponsável, denuncie às autoridades ambientais ou ao Corpo de Bombeiros (193).
  • Esteja preparado para agir em caso de incêndios: mantenha água, abafadores e ferramentas adequadas para combate a incêndios em casa, no carro e em propriedades rurais. Essa preparação pode ser crucial para evitar que pequenos focos se alastrem.
  • Informe-se sobre as condições climáticas: evite fazer atividades ao ar livre, como churrascos e trilhas, em dias de altas temperaturas, baixa umidade e ventos fortes, pois essas condições favorecem a propagação rápida do fogo.

Fonte: Italva em Foco

Deixe uma resposta